Juliana Lucilha – DRT 24.691

Graduada em Artes Cênicas pela USC em (Bauru/SP-2005) e Pós-Graduada em Dança-Educação (Bauru/SP-2007), a atriz também é bailarina e coreógrafa formada pela Sigma Academia de Dança (Bauru/SP- 1992/2007), nas modalidades de ballet, contemporâneo, jazz e afro-jazz. Participou de grandes festivais de dança como ENDA 2006 – Encontro Nacional de Dança (São Paulo/SP) e o XIV Passo de Arte (Indaiatuba/SP), onde conquistou o prêmio de melhor coreografia do festival.

No cinema já atuou em dois curtas-metragens, Mancumunados, direção de Juliano Dip e Apollo, direção de Vitor Cardoso e Fernando Lima, sendo que este foi selecionado para o 14º Gramado Cine Vídeo.

No teatro já atuou em inúmeras montagens. Com o grupo teatral ATO Bauru/SP, participou das montagens de A Nutricomédia com Os Nutriamigos de Luis Batista direção de Carlos Batista, O Dia em que o Medo Virou Música e Rapunzel, textos e direção de Carlos Batista. Ainda em Bauru integrou o grupo teatral Véritas atuando em dois espetáculos que participaram do Circuito Viagem Teatral do SESI, são eles Vem Buscar-me que ainda Sou Teu de Carlos Alberto Sofredini e Sonho de uma Noite de Verão de Willian Shakespeare ambos com direção de Marly Bonome. Dirigiu também o espetáculo Ninguém Merece peça a qual assina e lhe rendeu o prêmio de melhor atriz, melhor espetáculo e melhor texto no Festival Jaime Sanchez (Botucatu/SP – 2005). Ainda em Bauru, como atriz e bailarina, atuou no SESC nos projetos QUE HERÓI SOU EU? (exposição de mitologia grega) e POR QUÊ? PRA QUE? (exposição de física).

Já em São Paulo, atuou no espetáculo Um Brinde a uma Solidão a Dois de Julio César Ribeiro direção de Herny Domingues pelo grupo Abre Alas (2007). No grupo Theatralha e Cia, atua nos seguintes espetáculos “Lilavati” e “O Homem que Calculava”, ambos com texto e direção de Atilio Bari. Integra o elenco do Grupo Treinadores da Alegria – Teatro in Company com direção de Eduardo Mancini e Cléo Moraes desde 2007. Atualmente faz parte do grupo de pesquisa em Catch de Improvisação “Sustentáculos” e participa do espetáculo de mesmo nome. É atriz, autora e produtora do espetáculo musical Os Boêmios de Adoniran sob a direção de Milton Machado. Espetáculo esse que ganhou o prêmio CPT (Cooperativa Paulista de Teatro) de melhor projeto sonoro em 2010 e o prêmio de Melhor Espetáculo da Cidade de São Paulo em 2011 pelo FESTEATRO.