CLÉO MORAES – DRT 1360

Atriz desde 1986, formada em 1990 na FUNDARTE – Fundação das Artes de São Caetano do Sul no Curso Técnico de Habilitação Profissional para Ator. Em 2010 / 2011 cursou na ELT – Escola Livre de Teatro de Santo André – Curso de História do Teatro Moderno e Contemporâneo, ministrado por Antônio Rogério Toscano. Atualmente está cursando último ano de Licenciatura em História na FMU/SP.

Atua desde 2014 na BRAAPA – ESCOLA DE ATORES – SP como orientadora artística no “Curso Técnico de Formação de Ator”.

Anteriormente trabalhou como arte educadora em diversos projetos entre eles: PROGRAMA DE PREVENÇÃO NAS ESCOLAS – HORTOLANDIA de 2011 a 2014. Em 2008, “Processos Educativos Através Do Teatro” – promovido pela FUNAP (Fundação de Amparo aos Presos), no Presídio Masculino Parada Neto – Guarulhos. Em 2005 Projeto Teatro na Escola – Prefeitura de Guarulhos. Recreio nas Férias SP em 2006 / 2007 e em Diversas Casas de Cultura da Prefeitura de São Paulo entre 1999 a 2002.

Participou como atriz e oficineira do “Encontro Latino Americano de Teatro do Oprimido”, ocorrido em janeiro de 2010, em Jujuy, na Argentina, ministrando oficina Introdução ao Teatro do Oprimido para grupo de adolescentes na Província de Susques e no Presídio da Província de Jujuy e no 8º Presidio Federal da Argentina.

Em 2017 fez preparação de atores e direção da peça “NÓS” de Elmo Ferrer, produção da Meraki Cia. Teatral. Em 2016 escreveu e participou como atriz da peça “Uma Louça Quebrada e Nenhuma Roupa Lavada”, direção de Eduardo Osório, com a qual ganharam o prêmio de Melhor Iluminação, Melhor Atriz e 2º Melhor Espetáculo no 7º Festival de Mogi Guaçu.

Em 2013, fez residência artística no Attis Theatre, em Atenas/Grécia, participou de workshop ministrado por Theodoros Terzopoulos e estreou no Teatro grego Attis, o espetáculo “Krísis”, com a Cia. Nova de Teatro. Em 2012, com o espetáculo “Caminos Invisibles, apresentou-se em Milão/Itália, com o “Premio Internazionale per il Teatro dell’Inclusione Teresa Pomodoro”.

Nos últimos anos atuou nos seguintes espetáculos: (2018) “Lembrar é Resistir” Texto e Direção Izaías Almada; (2016) “Uma Louça quebrada e Nenhuma Roupa Lavada” Direção Eduardo Osório; (2014) “Krisis” com Cia Nova de Teatro – Direção Lenerson Polonini; (2011) “Pesadelo” Dramaturgia do Grupo Teatro FORJA – Direção de Tin Urbinatti (2010) “Luta Mulher Poética” Texto: Maria Cecilia Garcia – Direção Tin Urbinatti / “Caminos Invisibles” com Cia Nova de Teatro, (2009/2008) “Foices, Facões, Fuzis” inspirada na obra de B.Brecht “Os Fuzis da Sra.Carrar” – Direção de Maria Cecília Garcia e Lúcia Capuani – (2007) – Dança Teatro – Criação, Concepção e Interpretação da Performance “Mutações” , no Projeto Novas Presenças do Núcleo Taanteatro de Formação, Pesquisa e Criação – contemplado pelo Programa Municipal de Fomento á Dança 2007.

Na linguagem de audiovisual, atuou em 2008 no filme média metragem: “Interpretações” – de Tin Urbinatti, no qual também trabalhou como produtora executiva. E em 2009 – Participação 37 na Minissérie “João Miguel” do projeto “Direções” da TV Cultura, na edição de Agosto, sob a direção de André Garolli.

Em 2009 fez parte do quadro de Jurada da FESEC (Federação das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas do Estado de São Paulo). E da Comissão de Debates do FESTEC – Festival de Teatro de Catanduva onde também ministrou o Workshop “Teatro do Oprimido – Princípios e Exercícios”.

Em 1997, fundou, juntamente com Eduardo Mancini, o Núcleo Teatral – Treinadores da Alegria, especializado em Teatro Treinamento e Educação Ambiental, que, desde então, atua junto a empresas, ONG’s e escolas. Com esse projeto, escreveu diversos textos teatrais e fez a direção artística e administração dos espetáculos: SOS PLANETA TERRA – PROAC ICMS (2009), O LUXO DO LIXO – PROAC ICMS (2011) O LUXO DO LIXO – ROUANET (2012) SOS PLANETA TERRA – PROAC ICMS (2013) É DE PEQUENINO QUE SE TORCE O PEPINO – PROAC ICMS (2014) e CIDADÃO EM CONSTRUÇÃO – ROUANET (2014/2015).

Participou de diversos cursos voltados para Artes do Corpo / Dança: – 2016: Curso Livre de Danças Brasileiras, ministrado por Silvana de Jesus Santos, na Escola de Dança de São Paulo.

Oficina de Dança: Experimentando o movimento-corpo com Leticia Sekito e Dança Afro-Brasileira com Priscila Paciência, ambas no CRD-SP – Centro de Referencia a Dança. Em 2015 participou da Oficina “Introdução à Dança Brasileira: matrizes africanas”, com Letícia Doretto; “Workshop Dançando ao Máximo Sem Dançar – Introdução ao Treinamento Evolutivo e Contact Dao” – Elias Cohen e do 7º Encontro Internacional de Contato Improvisação em SP – organizado por Ricardo Neves.