EDUARDO OSÓRIO – DRT 9369

Ator, diretor e arte educador, formado em 1986 na Escola Teatro & Cia (Rubens Brito). É professor de interpretação e diretor de montagens de formatura na BRAAPA Escola de Atores desde 2005, onde, até o momento, dirigiu aproximadamente 50 espetáculos de formatura da Braapa Escola de Atores. Ministrou o curso Internacional de Teatro e TV em Angola, no ano de 2005, tendo dirigido seis espetáculos de formatura na ocasião.

Trabalhos como DIRETOR: “Atrium Carceri”, de João Guerreyro – espetáculo convidado para representar o Brasil no Festival de Monólogos de Cuba de 2016, vencedor do prêmio popular de melhor ator; “Uma Louça Quebrada e Nenhuma Roupa Lavada” de Cléo Moraes – espetáculo premiado no 7º Festival de Teatro de Mogi Guaçu/SP – 2016, na categoria de melhor iluminação, melhor atriz e 2º melhor espetáculo. Em 2008 “Velório à Brasileira”, de Aziz Bajur, com o qual ganhou o premio de Terceiro STIVAL NACIONAL DE TEATRO 2008.

Coordenou e dirigiu “Os Boemios de Adoniran – Montagem Oficina 2016” com alunos e ex-alunos formados na Braapa Escola de Atores. “Concilio do Amor”, de Oskar Panizza; “Bodas de Sangue”, de Federico Garcia Lorca; “Bonitinha, mas Ordinária”, de Nelson Rodrigues; “A Mandrágora”, de Maquiavel; “O Pedido de casamento”, de Anton Tchekov.

Em 2011, conquistou o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante da Cidade de São Paulo 2011, com o espetáculo musical OS BOÊMIOS DE ADONIRAN, direção de Milton Machado. Esse musical também ganhou o premio de melhor espetáculo no Festival de Teatro da Cidade de São Paulo, 2011 e prêmio Bibi Ferreira de Melhor Espetáculo Musical pelo voto popular.

Como ator, participou nos espetáculos: “ Nós” de Elmo Ferrer, Direção de Cléo Moraes; “De pernas pro ar” Direção: Circo Grafitti (Rosi Campos, Helen Helene, Eduardo Silva e Pedro Paulo Bogossian); “Cabaret Atlântico” Direção: Pedro Paulo Bogossian; “Uma hora sem Televisão”

Direção: Amaury Álvares; “Teresa D’Ávila” Direção: José Nelson de Freitas; “Malba-Tahan – O Homem que Calculava” Direção: Celso Saiki; “Lucrécia – O Veneno dos Bórgia” Direção: Celso Saiki; “Miss Brasil 2000 – uma Fantasia Musical” Direção: Abílio Tavares; “Cabaret Brecht” Direção: Myrian Muniz; “Abacaxi, Whisky of Chuchu” Direção: Pedro Paulo Bogossian; E nos shows musicais: Abertura do Salão do Humor de Piracicaba – Direção Pedro Paulo Bogossian – Participação de Luis Fernando Guimarães; Abertura do Festival de Teatro de Bauru – Direção – Pedro Paulo Bogossian – Participação de Lima Duarte; Homenagem a Flávio Rangel – TUSP – Direção – Pedro Paulo Bogossian – Participação de Aracy Balabanian e Regina Braga.